28 de nov de 2013

Desculpa'




 Oi, minhas pequenas

 Me desculpem! Mas não vai dar para postar de novo :/. Tenho que fazer alguns deveres para o meu curso e os deveres de casa... me desculpem mesmo :/
 Não me matem, ta? Se eu escrever vou ficar cansada e não vou conseguir fazer os deveres.
 Beijo;*

20 fatos sobre mim e.e


Ei pessoas lindas, 
eu sei que eu não sou a pessoa mais interessante do mundo, 
mas aqui a baixo está 20 fatos sobre mim, e já que não vou postar a fic essa semana (fiquem na curiosidade e.e) postei isso, leiam e digam o que acharam (vale criticas, amo criticas).


Alguns fatos sobre mim:
1- eu NÃO durmo tanto quando a minha mãe fala. Não acreditem nela .-.
2- eu AMO batata frita 
3- eu AMO ler, mas não leio tanto quanto gostaria 
4- eu sou a pessoa mais paciente que existe, mas não vão querer me ver quando ela se esgota
5- AMO filmes de terror
6- gosto mais de conversar com as pessoas pela internet do que pessoalmente
7- todas as pessoas que acham que eu não apronto, que sou "certinho", são umas iludidas na vida  "quem não vê cara, não vê coração" heuheueh
8- gosto de ouvir música, mas geralmente nem sei quem canta as que estão no meu celular
9- detesto as coisas quando todos começam a usar
10- AMO caveiras
11- AMO frio e não sei o que to fazendo aqui nesse país
12- não sou nerd e nunca fui. Odeio quando as pessoas dizem que sou nerd, pô!
13- acho que sou um pouco anti-social
14- Odeio chocolate amargo
15- odeio esportes, e nunca tirei mais que 7 em educação física 
16- eu só ouço a minha mãe porque ela foda.
19- a culpa é das estrelas e extraordinário são meus livros favoritos

20- eu sou uma pessoa completamente diferente no twitter e.e

27 de nov de 2013

Link'

Em homenagem a nós Sarah Picles e.e

 Oi, minhas lindas


 Então, eu estou MUITO cansada. Tive sexto tempo de surpresa e estou acabada. MAS, eu não vou deixar de postar. Mas não vai ser aqui, e, sim, neste site (clique aqui) porque vou escrever deitada e eu não sei se eu tenho memória o suficiente para baixar o Blogger no celular. Vou TENTAR porque também tenho que estudar pra Física e Geografia. Ah, e fazer o dever de matemática '-'.
 Talvez eu demore, ok? Mas eu vou postar nem que seja de madrugada u.u. O que provavelmente não vai acontecer porque eu tenho que estar cedo na escola amanhã. Ok, não sei como eu ainda to viva.
 Mas é isso, pequenas. Eu vou postar só não sei a hora exatamente.
 Beijo;*

26 de nov de 2013

Hit The Lights - Capitulo 8 / Cansei.



"Ele é um impostor, ele não presta
Ele é um fracassado, um vagabundo
Ele mente, ele finge, não é confiável
Ele é um idiota com uma arma, arma, arma, arma"
-Criminal, Britney Spears

 Ed não sabia onde estava se metendo. Quem iria lhe avisar? Eu mesma respondo: ninguém. Ele não conseguia raciocinar direito. Mas mesmo assim, não desistiu de seu plano.

 Já havia se passado algumas horas, mas Ed não arredou o pé da frente da casa de Selena. Escondido atrás de uma árvore, olhava fixamente para a porta. Viu uma vã preta parar em frente a casa e ficou mais atento. Logo após avista Selena saindo pelos fundos da casa indo em direção ao veículo. Ed correu até seu carro preparado para seguí-los. Infelizmente, não sabia onde estava se metendo. Pobre, Edward.

P.O.V Dulce

 Estava jogada em minha cama quando recebo uma mensagem do Ross pedindo para eu ir até a casa dele. Coloquei uma roupa qualquer e segui a pé mesmo até lá.
 -Eu sei disso, amor. Mas... -havia acabado de chegar na casa dele. Seus pais me disseram que ele estava no quarto e falaram que eu podia subir. Sua casa, aliás, sua MANSÃO, era linda. Era bastante luxuosa. Ia entrar em seu quarto quando ouço essa pequena frase que me faz parar onde eu estava.
 -MAS NADA, ROSS! EU NÃO QUERO MAIS ISSO PARA MIM! CHEGA! -uma voz feminina gritava. Oi?
 -Por favor, Ally. Eu te amo! Único nome que me veio a mente u.u
 -Ama tanto que finge ser gay! ME POUPE! Eu quero um namorado para sair na rua de mãos dadas, apresentar aos meus amigos, sair eu, você e nossos amigos, viajar, acampar... Não quero um namorado que toda vez que estávamos indo na esquina nos tratamos como amigos e você finge ser gay. NÃO QUERO MAIS ISSO PRA MIM, ROSS, NÃO QUERO! ISSO TERMINA AQUI! -uma garota branca e cabelos castanhos abre a porta e sai correndo. Sem nem mesmo olhar para mim. Ouço barulho de algo caindo no chão e soluços. Entro no quarto e Ross estava agachado em frente sua cama, abraçando suas pernas e chorando muito. Eu estava confusa com tudo o que havia acabado de ouvir mesmo assim, corri até ele para lhe consolar. Vê-lo naquele estado estava acabando comigo.
 -Ross. -ele me olhou e me abraçou com todas as suas forças. Fiz o mesmo. Ficamos assim por uns dez minutos. Depois disse que ia ao banheiro e quando voltou já estava melhor.
 -Você não deve estar entendendo nada, não é mesmo? -seu jeito estava diferente. Sua voz mais grossa e sem o seu "jeitinho".
 -Sinceramente? Não. -ri pelo nariz e me sentei na cama. Ele suspirou e se sentou ao meu lado.
 -Então, eu não sou gay, Dulce. -eu fiquei meia ... que?
 -Oi? -ele riu do jeito que falei. Seu sorriso era lindo. Sua voz estava me encantando.
 -Eu não sou gay. Fiz isso porque... - suspirou novamente- Eu tinha um irmão. Seu nome era Rick. Ele era o melhor irmão do mundo! Era dez anos mais velho que eu. Não nos desgrudávamos... - começou a falar do irmão de um jeito encantador fitando o nada e com o mais bonito de seus sorrisos nos lábios- Só que, tinha um pequeno detalhe: Rick era gay. Ele se fazia de forte..
 -O que aconteceu com ele? Por que você fingi ser gay? Ela era sua namorada? E todos os garotos que diziam ter ficado com você?
 -Calma ai, filha! Uma pergunta de cada vez. - rimos- Continuando: Ele se fazia de forte, mas sofria com todas as descriminações que sofria na escola. Todos os xingamentos, agreções, físicas e verbais. Eu o ouvia chorar a noite. Um dia, em uma das discussões com um dos capitães do time de futebol de sua escola, ele o pegou pelo rosto e o beijou. Isso mesmo, o beijou. Cara ficou sem reação no momento. A grande verdade é que Rick sempre fora apaixonado por ele. Logo após, saiu correndo para casa e se trancou em seu quarto. Ele tinha dezenove anos e eu nove. Minha mãe pediu para ele ir me buscar na escola já que ele já havia chegado da escola. Rick se despediu de minha mãe e saiu. Estávamos voltando para casa quando eu vi um carinha vendendo churros do outro lado da rua e eu pedi para ele comprar para mim. Ele disse "fique aqui, eu já volto". Eu o chamei e o abracei. Logo atravessou, comprou o churros e, quando estava voltando, um carro em alta velocidade apareceu o pegou em cheio. Rick bateu a cabeça no meio fio e o pescoço em uma viga de ferro o quebrando. Morreu na hora. Eu fui até ele e vi em cima dele um bilhete que dizia "isso é pra você aprender, bixinha". Foi um dos amigos do cara que ele beijou. Então, eu resolvi ver o que essas pessoas passam para saber como ajudar para isso acabar. Você não sabe o quanto isso faz mal. Agora eu entendo o porque de meu irmão chorar todas as noites. Ally era minha namorada. Só ela e meus pais sabiam que eu não sou gay. Eles não gostam muito da ideia mas me admiram por estar lutando contra isso. Só que eles acham que estou indo longe de mais. Talvez eu esteja. Percebo agora que perdi minha namorada. Eu a amo. Ou amava. Não sei bem dizer. Não é mais a mesma coisa de antes, sabe? Acho que é só costume de te-la comigo. Quanto aos caras, eu os dava dinheiro para confirmar ou dizer que eu fiquei com eles. As roupas eu sempre pedia ajuda a minha mãe e imito o jeito de Rick. Mas agora chega. Eu cansei de tudo isso. Esse não sou eu. Quer dizer, sou eu, mas desfaçado de quem eu não sou. -ele me olhou nos olhos.
 -Vem cá. -abri meus braços e Ross deu um abraço apertado e se acomodou em meus ombros. Nos deitamos, nos cobrimos e ficamos na mesma posição. Eu vi em seu olhar que era isso que ele precisava.

P.O.V Selena

 Estava andando na rua e senti algo puxando meu braço. Olhei e vi uma garota morena de óculos.
 -Selena? -ela me olhava sobriamente.
 -Quem é você? -ela sorria.
 -Me chame de Ellen.
 -O que você quer comigo, Ellen?
 -Eu sei quem você é, Selena. Eu estava lá no dia do assalto ao posto. Estou aqui para saber se podemos fazer uma parceria. -a olhei da cabeça aos pés. Quem sabe não seria uma boa idéia?

P.O.V Ed

 Estavam todos dentro de uma joalheria que já haviam fechado. Respirei fundo e segui até a porta. Passei pela mesma e vi várias pessoas de preto pegando as jóias e as guardando. Uma delas eu reconheci: Selena.
 -Selena?! -ela me olhou assustada.
 -Ed? -eu não estava acreditando era verdade. Era tudo verdade!
 -Então era verdade? -começamos a ouvir uma sirene.
 -Era! Some daqui! -Ela dizia desesperada. Todos começaram a pegar sacolas pretas cheias
 -Não! Não sumo, sabe por que?! PORQUE EU TE AMO!
 -O QUE?! -ela ficou me encarando. Ela olhou para a rua e viu o reflexo da luz. Estava tonta. Sem saber o que fazer. Por mais que eu soubesse que ela era uma criminosa, não queria que fosse presa. Acreditava que ela podia se redimir.
 -Corre! -ela me olhou sem entender mas fez isso. Agarrou uma outra garota e ambas foram para fora. A polícia chegou e entrou.
 -MÃOS NA CABEÇA! VOCÊS ESTAM CERCADOS! -algemaram eu e todos que estavam ali e nos levaram para a delegacia.
 -Então, senhor Edward, me conte o que você anda fazendo. -eu o encarava.
 -Roubando.
 -Onde?
 -Postos de gasolina, joalherias, bancos...

 Continua.

NOTA

Oi de novo kk'
O que estão achando? Ta uma droga ne? Eu não sabia o que escrever, mas ta ai.
Agora eu vou para a minha cama porque eu to muito cansada e.e
Tipo, eu demorei mais de uma hora, né? Kk, desculpa por isso, eu tava procurando alguma música pra me inspirar heheh'
Mas então, o que acharam do que o Ed fez? Muito burro '-'
E o Ross, gente, o Ross não é gay '0' #Morri
Essa Ellen em, não vale nada ...
O acham deles? Contem-me :3
Vou-me indo e.e
Qualquer coisa me adicionem e poderemos conversar u.u
Eu não mordo... só como :3 Sou um Panda, a Picles não falou ne e.e
Até o próximo capitulo, pequenas *-*
Beijo;*

NO PRÓXIMO CAPITULO

-Acho que... que isso não é certo.
-Por que não? Nós dois queremos.
-Nã...
-Eu te amo.

Música do capitulo: Criminal

To cansada, mas to aqui'

Eu não tenho tempo pra ver foto então vai essa mesmo u.u

 Minhas lindas, como vão?

 Então, eu estou escrevendo o capitulo 8 e vou voltar a escrever todos os dias nem que seja um capitulo curto eu vou postar.
 Mas se vocês quiserem saber alguma coisa do blog eu vou deixar aqui todos os meios de contato comigo.
 Se eu ficar sem postar durante algum dia é porque eu estou nas provas finais ISSO AE, MANO!!!! e eu vou ter que estudar MUITO e, como eu tenho reposição de aula, curso e trabalho, eu fico muito cansada. Tipo, eu estudo de 12:40 até 17:15. Ok, normal. SÓ QUE, como aqui no Rio os professores fizeram greve, eu tenho que ficar na escola as terças de 10hrs até 18hrs e as quintas de 12:40 até 18hrs escravidão, sim ou claro? . Eu trabalho de segunda a sabado das 8hrs até 20hrs E faço curso aos sábado das 8hrs até 12:50. Mesmo assim eu sempre dou um jeito de entrar aqui.
 Então, se eu não postar é porque estou muito cansada e com sono. Hoje mesmo, to quase dormindo em cima do teclado e quase morrendo de fome mas eu vou escrever porque a Maria sua linda e.e comentou e me motivou a escrever u.u
 Fiquem atentas que mais ou menos daqui a 40 à 60 minutos eu posto. É, eu levo esse tempo todo para escrever '-'.
 Beijo;*

Facebook: Susan Alvim
Twitter: @SusanAlvim
            @toldseles fc pra diva Selena e.e meio desativado mas esta aberto
            @nialltold fc pros meus maridos e.e
Ask: SusanAlvim98
Se quiserem meu WhatsApp pede no Ask, Twitter ou Face

Oe oe oe/ Aviso.

Olá perfeição e.e

oeoeoeoeoe,

Como vão? Se quiserem saber, eu vou bem, muito bem até. Então amores, essa semana está bastante corrida e não vai dar pra mim postar regularmente. Os capítulos da Por Trás das Fotos, alguns estão prontos, mas não totalmente, e como já disse meu tempo está curto nesse fim de mês, mas eu postarei semana que vem ou essa semana mesmo, se der.
Eu não falo com a Susan Cabrita Alvim à um tempo (2 dias talvez), e é impossível que eu consiga falar com o tempo curto que eu tenho na frente do computador, mas uma coisa incrível está pra chegar e.e
AHHHHHH, LEMBREI! Você, perfeição divina de Deus que está comentando nossas fics,(tá em anonimo então não sei quem é) OBRIGADA MEU AMOR! Isso motiva bastante a gente viu? Eu simplesmente te amo guria anonima e.e 

É isso pessoas que eu amo,
beijos&beijos

23 de nov de 2013

Por Trás das Fotos- Capitulo 4/ Just Dance!

Apenas dance, vai ficar tudo bem.
Apenas dance, gire este disco!
Dance, dance, dance, apenas, apenas dance!
P.O.V Selena

Acordei e fui direto tomar um banho.
Combinei com a Stace de ir até a casa dela.
Stace é uma fã que eu conheci no meu último show, aliás, ela não é apenas uma fã, ela se tornou minha amiga.
Nas ultimas duas semanas, ela foi a única pessoa com quem eu mantive contato.
Minhas outras companheiras, estavam ocupadas com gravações, filmagens e coisas do tipo, e é claro que eu entendo como é, pois também passo por isso.
Eu também não havia falado com o Justin desde meu último show, apenas por curtas e poucas mensagens.
Peguei do guarda-roupa uma calça jeans azul escura, uma blusa branca com um desenho de uma coruja e uma sapatilha preta.
Coloquei o celular no bolso da calça, peguei as chaves do carro e desci as escadas até o estacionamento.
[...]

Não demorou mais de 15 minutos e eu já estava na frente do apartamento da Stace. Era um edifício alto, branco, com estimadamente uns 20 andares.
Fui parada por alguns fãs que queriam tirar uma foto, eu abraçava cada um e concedia o pedido.
Entrei, e peguei o elevador.
Visualizei o painel de botões e conclui que havia 35 andares, mais do que eu achava.
Apertei o botão 15 e esperei até chegar ao destino.
A porta do elevador se abriu.
Eu estava ansiosa porque a Stace havia me falado que me mostraria alguém que queria muito me conhecer, e eu fiquei feliz, mas com uma pitada de ansiedade.
Bati na porta do 327 e um garoto louro, alto abriu a porta.
-Olá – eu disse sorrindo.
-Se-Se-Selena? – ele gaguejou.
-Eu mesma, em carne e osso.
-Austin! – gritou uma voz lá do fundo, reconheci como a voz doce e firme da Stace – Pare de frescura e convide ela para entrar.
Sem tirar os olhos de mim, o garoto, que agora eu conhecia como Austin, fez um gesto com a mão para que eu entrasse. Sorri novamente, e entrei no cômodo.
-Oi Sel! – a Stace veio me cumprimentar.
Ela estava com um avental na cintura sujo com... acho que massa de tomate.
-Oi Stace, -abracei-a - finalmente nos encontramos novamente!
-Pois é, deixe-me voltar para a cozinha, tem coisa no forno. –ela sorriu e se virou.
Austin ainda estava parado na porta me encarando boquiaberto.
-Querido –falei-, você não vai ficar ai parado não é?
 -Selena é você mesma? -ele disse gaguejando e eu sorri.
 -Sim, sou eu.
 -Isso não é uma visão? –ri novamente,
 -Não, não é, Austin.
 -Meu Deus, você sabe meu nome!
 -Ok, Austin. Parou o chilique. – a Stace falou entrando novamente no cômodo onde nós estávamos – Sel, é ele que eu queria te apresentar, ele é um fã seu, também.
-Por que diabos você não me falou que ela viria Cici? –Austin finalmente fechou a porta e se virou para a Stace, apelidada como Cici, nunca a chamei assim, mas gostei do apelido, amo apelidos.
-Eu não falei porque eu sabia que você iria surtar. –ele assentiu dando risada.
-Porra! Eu to de frente com a Selena Gomez, não sei o que dizer! –ele olhava pra mim com aqueles olhos azuis brilhantes, como todos os fãs olhavam.
-Para de ser tonto Tim! –a Stace bateu nas costas dele.
Eu ri, e falei que estava tudo bem.
A Stace anunciou que o jantar estava pronto.
Ela havia feito macarrão com almôndegas, e de acordo com o Austin, as dela são as melhores.
O Austin não parava de contar piadas, e minha barriga estava doendo sem parar, as piadas dele eram extremamente boas.
Peguei um prato e coloquei uma porção enorme de macarrão.
Devorei tudo em menos de 5 minutos.
-Cici -falei limpando a boca-, seu macarrão é extraordinário.
 -Ela é extraordinária! –Austin gritou.
-Eu sei.-ela disse sorrindo.
-Nem um pouco convencida né querida?- ele a empurrou de leve, mas ela deu o troco e ele quase foi parar no chão.
Eu gargalhei.
-Vocês namoram?
A Stace corou, e balançou a cabeça negativamente.
-Não –ela falou - apenas bons e velhos amigos.
O Austin se recuperou do “quase” tombo e se levantou atrapalhadamente.

[...]

A Stace tinha um x-box no meio da sala de estar, e o Austin implorou que jogássemos Dance Central.
Primeiro eu competi com ele, eu ganhei.
Ele fez bico, mas logo voltou ao Austin doido de antes.
-Selena, um conselho, ninguém ganha dessa aqui –ele apontou pra Stace.
Eu ri.
Ela se levantou, estralou os dedos como uma preparação.
-E a Stace está se preparando –Austin dizia fazendo voz de interlocutor - Essa competição está bem acirrada, mas... Apenas dance, vai ficar tudo bem, apenas dance, gire este disco! Dance, dance, dance, apenas, apenas dance.
Eu dei uma gargalhada, eles eram as melhores companhias do mundo!

CONTINUA.

22 de nov de 2013

Hit The Lights - Capitulo 7 / Amor escondido.


"E vou lutar pelo meu canto
Talvez hoje à noite eu vá chamar você
Depois que o meu sangue se transformar em álcool
Não, eu só quero segurar você"
-Give Me Love, Ed Sheeran

P.O.V Ed

 Eu não conseguia acreditar em nada disso. Selena? Criminosa? Ah, não. Impossível isso! Becky deveria ter bebido demais e confundiu. A vi de costas e me aproximei. Ia falar com ela. Estava convicto disso! Percebi q ela estava falando ao celular então me escondi atrás da pilastra para escutar a conversa.
 -COMO ASSIM?! VOCÊS A DEIXARAM FUGIR?! O QUE? AQUELE VIADO! Eu quero OS DOIS mortos! -ela gritava ao telefone. -Acho que você não entendeu. Eu quero que mate o Austin e a Rebecca! Porra, eu tenho que resolver tudo, caralho?! -o que? Eu não conseguia acreditar no que eu acabara de ouvir. Ela desligou e eu fingi que estava chegando agora. Ela se virou para mim e abriu um sorriso. -Ed!
 -Oi. -disse em um tom estranho. -Então, você viu os jornais? -ela não tirou o sorriso de seu rosto.
 -Não. Tenho passado todo o meu tempo lendo.
 -Hum. Você ouviu falar do assalto que teve ao posto?
 -Sim. Nossa, você viu? Coisa horrível. Como pode existir gente que faz essas coisas. -ela disse "indignada".
 -Pois é. O que você estava fazendo naquela noite? -ela deu uma vacilada no sorriso e no olhar.
 -Eu passei a noite toda lendo e depois dormi. Por que?
 -Hum. Por nada. Eu tenho que ir agora. Tchau.
 -Beijo, Ed. -virei as costas e fui embora. Precisava ficar sozinho e colocar minha cabeça em ordem.

P.O.V Narradora

 Ed sempre foi perdidamente apaixonado por Selena porém, nunca disse isso a ninguém. Assim como Austin. Porém, diferente dele, Ed sempre tentava se aproximar de sua amada. Já Austin fazia tudo o que fazia para ninguém perceber o que sentira por Becky.
 Selena percebeu que Ed desconfiara dela. Tinha que tomar uma providência!
 -Ei, tem mais uma coisa.
 -O que é dessa vez?
 -Precisamos dar um jeito no Edward. Ele está desconfiado. Aliás, em todos.
 -Todos?
 -Edward, Becky, Austin, Ross e Dulce. De um jeito em todos eles. Mas Becky e Austin eu quero MORTOS!
 -Não da para fazer tudo isso em pouco tempo, Selena.
 -Então deixa que desses dois eu cuido.

 Todos agora corriam perigo. Mas mal sabia Selena, que ela também.

P.O.V Becky

 Abri meus olhos e percebi que não estava em meu quarto. Me sentei e estava em uma enorme cama de casal. Acho que um quarto de chalé? Avistei um bilhete na comoda e o peguei.

"Você deve esta um pouco confusa. Mas esta tudo bem. Estamos a salvo. No armário esta suas roupas. Vá tomar um banho. Te espero aqui na sala.
 Com amor, Austin."

 Somente ai lembrei de tudo. Fiz o que estava escrito no bilhete e saí do quarto com um short, uma camisa larga e meias. Segui o grande corredor e cheguei na sala. Austin estava sentado no sofá encarando o nada.
 -Ér... bom dia. -ele me olhou e sorriu.
 -Bom dia, princesa. Venha, vamos tomar café. -ele se levantou e me puxou pela mão até a cozinha. Tudo bem arrumado na mesa. Cada um se sentou em um lado e eu fiquei o encarando. Ele me olhou e suspirou. -Ok. Vamos lá. Pode perguntar tudo o que quiser. -serrei os olhos o fitando e pensei um pouco.
 -Por que está me ajudando sendo que sempre demonstrou me odiar? -suspirou novamente.
 -Porque eu te amo. Sempre te amei. Só que... eu tinha medo. Medo de você não gostar de mim também. Então, para ninguém perceber o que eu sentia, acabei fazendo coisas horríveis. Não só com você mas com todos daquela escola e comigo também! Comigo e com várias pessoas. Sei que eu não deveria, mas mesmo assim você confiou em mim. Eu te amo, Rebecca. Só de pensar que você pode morrer, meu coração doí.
 -Por que estou aqui?
 -Porque a Selena quer te matar. Ela é responsável por todos os atos criminosos que vem acontecendo. Inclusive o assalto ao banco e... e ao posto de gasolina. Por isso estamos aqui. Eu descobri a alguns anos atrás que foi ela quem matou Parker. O garoto esquartejado e jogado no rio. Ela me ameaçou. Disse que se eu fizesse alguma coisa contra ela, ela faria muito pior para mim. Ela quer te matar porque mesmo que você estivesse fora de si, reconheceu ela. E agora quer matar a mim por tela enfrentado por você. Selena é a chefe de toda a quadrilha daqui.
 -O QUE?! -eu estava chocada. Não podia acreditar.
 -Isso mesmo que você ouviu.
 -Não posso acreditar... ela é uma criminosa!

P.O.V Ed

 Estava com meu violão na mão acabando mais uma de minhas músicas. A maioria delas eu fazia era pensando em Selena. Sempre pensei que ela fosse a menina dos meus sonhos e, derrepente, tudo parecia estar desmoronando.
 Abri o site de pesquisa em meu notebook e comecei a pesquisar sobre todos os crimes da região. Li todos os testemunhos e cada um tinha alguma coisa que me lembrava Selena. Mesmo assim, era muito difícil eu conseguir acreditar nisso. Tinha que vê com os meus próprios olhos. Peguei um casaco e sai em direção a casa dela.

 Continua.

NOTA

Oi minhas lindas. Ai está mais um capitulo *-*
O que acharam, amores?
Então, se vocês não entenderam muito bem. Austin não mudou. Somente mostrou quem realmente é.
Fez tudo o que fez para ninguém perceber o amor que sente por Becky, awn *-*
Hahah, segredos estão sendo revelados...
Se quiserem saber mais, não percam os próximos capítulos e.e
Até lá, picles'
Beijo;*

NO PRÓXIMO CAPITULO

-Então era verdade?
-Era! Some daqui!
-Não! Não sumo, sabe por que?! PORQUE EU TE AMO!

Música do capitulo: Give Me Love

Por Trás das Fotos- Capitulo 3/ The Zuera Never Ends

Yeah! never, never, never ends e.e
“Estou aqui para invadir sua festa, você pensa que é a estrela do show? Mas estou preste a te dizer: ESTOU AQUI PARA INVADIR SUA FESTA! Quanto mais alto você for. Pior será a queda! Oh, você tinha tudo, mas isso antes de eu invadir sua festa!”.
P.O.V Stace

Cheguei em casa e a Andressa estava brigando com o Austin, ou melhor, o Austin brigando com a Andressa. Pra variar.
-Ei, ei, o que esta acontecendo aqui?
-ELA QUER SER RESPEITADA MAIS NÃO RESPEITA NINGUÉM!
-Como assim?
-ELA ACHA QUE EU NÃO SEI QUE ELA ME TRAI COM O PRIMEIRO QUE ELA VÊ! MAS AGORA PASSOU DOS LIMITES!
-O que ela fez?
 -ELA MANDOU UM TWITTER PRA SELENA A XINGANDO! -me virei para ela que estava me olhando.
  -VOCÊ... FEZ... O QUE?-disse pausadamente. Minha vontade era de matar ela.
-PORRA, EU NÃO SOU OBRIGADA A GOSTAR DELA! –ela bufou.
-MAS VOCÊ TEM QUE RESPEITAR ELA, OQUE ELA FEZ PRA VOCÊ? –gritei bem mais alto que antes, indo para cima dela. Selena era tão... Tão educada, amava seus fãs, sempre amou, e eu não admito que falem mal dela!
-QUER SABER? –ela pegou sua bolsa e foi em direção a porta - EU VOU DAR O FORA DAQUI! DANE-SEM VOCÊS DOIS, IDIOTAS DO CARALHO! –ela bateu a porta, eu olhei para o Austin e ele estava irado, nunca tinha o visto tão bravo!
-Está tudo bem -falei abrasando-o -Ela vai ficar bem.
-Eu não me importo com ela, eu me importo com a Selena. Ela vai ficar super chateada com o que a Andressa disse... Aquela garota... Meu Deus, que vontade de matar aquela idiota!
-É... O que ela disse?- perguntei.
-Veja você mesma -ela apontou para o notebook aberto em cima da mesa da sala.
Caminhei até a mesa, o peguei e sentei na beira do sofá. Austin sentou-se ao meu lado, e me mostro o tweet em que a Andressa estava xingado a Selena.
“@selenagomez VOCÊ É UMA VADIA, CHUPA FAMA, SÓ ESTÁ COM O @justinbieber PARA CONSEGUIR FAMA! VÁ PRA PUTA QUE PARIU MENINA!”.
Eu fiquei boquiaberta com o que vira.
-Nós temos que excluir esse tweet agora! –falei.
-Como? Eu não sei a senha da Andressa e muito menos hackear twitters!
-Eu acho que sei a senha dela.- olhei para ele e dei um sorrisinho.
Austin era meu melhor amigo desde a quinta série.
Ele tinha cabelos louros e olhos azuis, um azul penetrante.
Ele era de certa forma o garoto mais gato do mundo, depois do Justin é claro. Ele namorava a Andressa a mais ou menos um ano. Nunca entendi como ele começou a gostar dela. Andressa se tornou minha amiga depois que ela começou a sair com o Austin. Apesar de eles namorarem, eram vistos como melhores amigos, oque eu odiava porque o Austin era meu, sempre foi meu, sempre tive uma queda por ele, mas nunca tinha coragem de admitir isso.
Andressa até que era uma boa amiga, mas quando queria era a pessoa mais chata e insuportável do mundo. Ela odeia a Selena, odeia mesmo, uma das coisas que me faz pirar, COMO UMA PESSOA PODE ODIAR A SELENA? Diga-me: COMO?
Austin entendia algumas coisas de "hackers", e eu sabia a senha dela, então era só apagar e fim, mas com o Austin não tem fim minha gente.
-Que que você pensa que está fazendo Austin? -disse para ele olhando a tela do computador. Ele havia mudado a foto dela para uma velha mostrando o dedo do meio, e na bio escreveu assim=
"ESTAMOS AQUI PARA INVADIR SUA FESTA ANDRESSA! É BOM NÃO MEXER MAIS COM A DIVA G, OU SE NÃO ESSE ROSTINHO LINDINHO NÃO IRÁ MAIS EXISTIR!
74524787585 BEIJOS, DE SEUS QUERIDOS AMIGOS..."
-Stace -ele olhou pra mim sorrindo- THE ZUERA NEVER ENDS FIA!
Ri alto, e dei um tapa no musculoso braço dele.
Como eu sou apaixonada por esse menino!
CONTINUA


oeoeoe
Sim, por incrível que pareça, estou postando frequentemente e.e
Espero que estejam gostando,
estão?
Comentem, plis!
Beijos&Beijos

21 de nov de 2013

Gente'


 Oii, gente!

 Então, eu disse que ia postar hoje só que eu não to muito bem. Aqui ta muito calor. Eu to meia tonta, enjoada... não to conseguindo pensar.
 Eu posto amanhã, ok? Desculpa, meninas :c
 Mas eu vou adiantar que a música tema é "Give Me Love", Me De Amor, do Ed Sheeran e.e
 Beijo, amores ;*
 E me desculpem de novo

Ps: Picles Sarah, me desculpa. Eu não to me sentindo bem. Essas letras estão me deixando mais tonta ainda. Desculpa :/ ... quando eu melhorar eu leio, ok? Desculpa de novo'

Por Trás das Fotos- Capitulo 2/ Stay the Night.

Jelena4Ever e.e
"Eu sou o fogo e você a gasolina, então venha se despejar em mim, deixar esse lugar em chamas! Então, você vai ficar essa noite?"
Corri sorrindo até ele e o abracei. Fazia séculos que eu não o via.
-Como foi o show meu amor?- ele disse olhando para mim. Que saudade daqueles olhos hipnotizantes, aquele sorriso...
Segurei sua nuca e colei nossos lábios. Senti que ele deu um sorriso.
Que saudade daquele beijo!
Minha língua dançava em sua boca, nossas bocas necessitavam uma da outra para viver.
Ele me empurrou contra a parede, mas sem parar de me beijar. Segurou minha coxa, o que me fez rir.
Afastamos nossas bocas uma da outra. Justin parecia um tonto, sorrindo abobalhado para mim. Mas, era o tonto mais lindo do mundo.
-Marquei um jantar para nós -ele disse, ainda sorrindo abobalhadamente.
-Eu topo, mas preciso tomar um banho antes.
-Eu concordo.
-Ai seu tonto! –bati no peito dele.
Justin soltou uma gargalhada alta.
Sentei na cama para poder tirar meus all-star’s e logo em seguida abri a mala e peguei um sutiã, uma calcinha e a minha toalha, pois não sabia se o hotel havia dado toalhas suficientes e também porque eu gosto da minha toalha.
Justin ligou a tv e se sentou na cama.
Entrei no banheiro, liguei o chuveiro para que o mesmo se aqueça e tirei minhas roupas.
Meu banho durou cerca de 20 minutos. Sai enrolada na toalha e Justin ainda estava deitado na cama assistindo ao 11:14 lembra Su? e.e
-Mano, -disse ele se virando para mim -esse filme é hilário!
-Pois é, já o assisti com a Ashley.
Peguei uma outra toalha e enxuguei o meu cabelo.
-Acho que também vou tomar um banho. –ele disse se levantando e desligando a televisão.
Balancei a cabeça e vasculhei a mala a procura de alguma roupa para eu poder vestir.
Acabei escolhendo um vestido dado pela minha mãe. Ele é preto e com algumas listas brancas.
Escutei a porta do banheiro bater, logo Justin estava me chamando para que eu levasse a cueca dele.
Ele sempre a esquecia.
Levei-a até o banheiro.
Ele agradeceu e me puxou, me lascando um beijo.
-Justin, -eu disse olhando nos olhos dele -posso te perguntar uma coisa?
-Claro.
-Eu sei que estamos de cabeça para baixo, então dobre sua língua e me ouça.
Eu sei que fomos feitos para terminar, e daí se eu não me importar?
Você apaga as luzes, e eu fecho as cortinas.
Não deixe a luz dos seus olhos desaparecer!
Não significa que estamos amarrados pela vida toda.

Mas, então, você vai ficar esta noite? –ele sorriu, me puxou novamente e me beijou.
CONTINUA.

Oi oi gente,
eu sei que tá pequeno, mas o próximo eu irei caprichar mais.
Oque estão achando?
Espero que tenham gostado e.e
Beijos&Beijos

20 de nov de 2013

Por trás das fotos- Capitulo 1/ América!


"Com o meu conversível abaixo e usando os meus óculos,  eu estou dirigindo em linha reta através da América”. 
P.O.V Selena
  Minha vida era meio corrida: Turnê, Shows, Entrevistas, Gravações... Mas amava fazer o que eu fazia. E amava meus fãs também. Onde eu estava?A caminho da América. Tem o vento no meu cabelo e há poeira em meus pés, a única coisa a meu nome é uma velha camiseta desbotada eu estou morrendo de vontade de arrasar na América. Cantando, ensaiando para o show, Com o meu conversível abaixo e usando os meus óculos, e eu estou dirigindo em linha reta através da América.
Eu posso ver minha estrela, sol e videira, vou esculpir o meu nome no letreiro de Hollywood, junto das melhores pessoas do mundo.Veja-me com um sorriso, mesmo que eu esteja acabada, vou estar cantando as palavras de uma canção que escrevi. Finalmente chego, chego à América, Hollywood, apenas uma hora a tempo de me arrumar para o show. As melhores pessoas do mundo vão estar lá, Taylor, Demi, Lucy, Ashley, Shay, mas a pessoa, mas importante não estaria, o Justin não estaria. Cinco pessoas chegaram e começaram a fazer a maquiagem, o cabelo, me ajudando a colocar as roupas, os microfones, enfim, era para eu ter chegado ali bem antes, mas eu tive um ensaio fotográfico na Teen Vogue e eu não poderia faltar.
- Vamos Selena, hora do show. – Disse uma mulher pela qual havia esquecido o nome. Dei um sorriso e sai do camarim.
 Eu, meus amigos, a equipe, fizemos nossa oração dei um beijo estalado no rosto da minha mãe e todos desejaram boa sorte para mim. Eu subi ao palco por eles, eu subi ao palco pelos meus fãs e por eu simplesmente amar fazer o que faço.  
[...]  
O show acabou e fui para o camarim para depois ir para o hotel. Eu estava relaxando um pouco no sofá quando ouço alguns gritos lá de fora e resolvo ver o que está acontecendo. MEU DEUS, por que o segurança da brigando com aquela menina? Ela estava com uma roupa com a minha foto, uma faixa e um cartaz escrito "I Love You Selena" eu simplesmente amava meus fãs, amava muito, muito mesmo.
 -Hey, o que ta acontecendo aqui? -perguntei indo para perto deles. 
-Essa fã estava querendo ir ao camarim da Senhorita para pedir um autógrafo e tirar uma foto, mas recebi ordens de não deixar nenhum fã lhe incomodar. 
-AAAH, MEU DEUS, É A SELENA! AAH, EU VOU MORRE, AAH! SELENA EU TE AMO, AAAAH! -ela veio correndo até mim só que o segurança segurou ela. 
-Por favor, moço, me deixe abraça-la, eu a amo. - Awn ‘
-Desculpe, a Senhorita não passa daqui.
-Senhor, deixe-a, eu quero dar um abraço nela. -olhei para ela e sorri e ela sorriu de volta.
-Mas...
-Por favor, deixe-a entrar. -ele a soltou e ela veio e eu lhe dei um abraço.
Percebi que ela começou a chorar.
-Ah, não chore meu amor. – acariciei o seu cabelo.
-Finalmente um de meus sonhos se realizou.
-Qual é o seu nome? -Me Chamo Stace Alves. -estendo minha mão e ela a dela.
-Prazer Stace. - eu sorri e ela retribuiu.
-O Prazer é meu. Eu te amo!
-Eu também te amo. -a abracei. -E então, aonde quer que eu assine?
Stace deu uma agenda aonde eu assinei e a devolvi. Tiramos uma foto ela com sua câmera e eu com meu celular.
-Então, quer conhecer meu camarim? -ela abriu um sorriso enorme.
-Claro. -mostrei meu camarim e ficamos conversando até que vi que já era tarde.
-Desculpa Stace. Mais tenho que ir. -Ah, esta tudo bem, Sel. - ela disse triste. -Que tal você me dar o seu telefone e seu endereço para marcarmos de sair? -ela abriu um sorriso.
-Sério!? Aaah, meu Deus! -eu ri. Ela me passou tudo e eu dei meu telefone pra ela também.
Mas pedi para ela não dar para ninguém. Stace é brasileira e esta aqui para passar algum tempo. Ela alugou um apartamento pra ela onde mora com uma amiga que, se eu me recordo se chama Andressa. Despedimos-nos e cada uma foi para um lado. Eu estava morta. Louca para chegar no hotel.2 seguranças tiveram que me ajudar a chegar ao carro.A rua estava completamente lotada de fãs gritando meu nome.Eu acenava e sorria para cada um.Meu Deus, como eu os amo.O caminho durou um longo tempo.Quando cheguei na porta do hotel, ele também estava repleto de fãs.Tentei dar atenção para cada um, sorrindo e acenando, sempre sorrindo e acenando, mas eu estava completamente exausta.
-Boa noite senhorita Gomez. – a recepcionista disse quando me aproximei do balcão.
-Boa noite Candace. –sorri.
-Aqui estão suas chaves. – ela se aproximou como se fosse me contar um segredo. – Não diga que eu contei, mas tem uma surpresa esperando por você. –ela deu uma piscadela e eu sorri, meio sem entender.
Peguei o elevador toda animada.Quem iria me fazer uma surpresa?Apertei o botão numero 5 e o elevador começou a subir.O meu quarto era o número 185, ficava no meio do segundo corredor.Peguei a chave que estava em minhas mãos e abri a porta.Acendi a luz e fiquei muito surpresa.
-Bieber!
CONTINUA.

E aí gente? Gostaram? 
Espero que sim :3
Vejo vocês na próxima, e eu vou postar essa fic com mais frequência ok?
Então fiquem ligados e.e 
Beijos '

19 de nov de 2013

Por trás das fotos- Segunda edição, adaptação.

oe oe oe oe


EU VOLTEI! Vocês não devem estar muito felizes né? heuehueh mas eu estou e.e
Então, a Susan Cabrita Alvim -parei u.u, já havia postado ano passado, a fic "Por trás das fotos", e eu, com a autorização dela, comecei a modificar a fic e postar em outro site, mas como não estou com nenhuma ideia para a "Truths and Lies", e estou com mais ideias para a PTDA, vou postar a segunda edição dela aqui, mas eu ainda não conversei com a Susan, dai não garanto certeza se vou começar.
Alguns leitores, não leram a PTDA, e ela foi excluida aqui do blog, mas vocês terão a chance de lê-la, na minha versão e.e
Então, eu tenho minha ultima prova amanhã AAAAAAAAAAAAALEEEEEEELUUUUIIIIIAAAAAAA,  eu vou ter tempo o bastante para postar e.e
A sinopse dela tá aqui em baixo.
É isso pessoas.
Kisses
XOXO

Sinopse 
Por trás das fotos- Adaptação


Eu estava amarrada em ti. Eu estava vidrada em você, querido, mas sempre há decepções, erros em nossas vidas. 
O que aconteceu com nós?
Desde quando nos importamos tanto com o que os outros dizem?
Aquela noite começou com risos, e acabou em desgraças!
Ei! Olhe para mim e me responda: “VOCÊ AINDA É VOCÊ MESMO POR TRÁS DAS FOTOS?”.


Hit The Lights - Capitulo 6 / Confia em mim.


Você tem que acreditar em mim,
Mesmo que você possa não me ver lá,
Vou te pegar quando cair.
-You're Not Alone, Big Time Rush

 P.O.V Narradora

 Selena estava com um de seus "colegas" ao telefone tendo uma discussão.
 -Eu não sabia, caralho! Ela parecia alucinada!
 -Foda-se! Era pra você ter acabado com ela.
 -Tem noção do que aconteceria se eu matasse a Becky?! Porra, ela disse meu nome! Íamos ter que matar todo mundo. Tem noção de como isso ia ser perigoso?
 -Você tem razão. Mas e agora?
 -E agora devemos matá-la. -ela disse o mais fria e séria possível.
 -Não. Matem a mim. Mas não encostem um dedo nela! -Austin gritou. Selena virou espantada.
 -O que?!
 -Isso mesmo. Eu sei mais coisas sobre você do que ela. Ela estava fora de si. Drogada. Eu posso dizer que foi impressão. Mas se você tocar em um fio de cabelo dela, eu conto TUDO o que eu sei sobre você, Selena! -ela riu ironicamente.
 -Ai nossa. Não vou nem dormir a noite. Me poupe! Eu acabo com vocês dois rapidinho! E, o que é isso? Defendendo a estranha? Quem diria em Austin. Apaixonado pela estranha. A garota que você mais esculaxa pelas costas.
 -Foda-se que eu gosto dela! EU A AMO! EU AMO A REBECCA! E VOCÊ O QUE TEM A VER COM ISSO?
 -Olha lá como fala comigo, garoto! Apenas uma palavra e os dois desaparecem do mapa! -ela disse séria e com raiva. Austin recuou e foi embora. É, ele sempre amou Becky mas nunca teve coragem de falar a ninguém.

 Dulce, Ross e Ed estavam discutindo. Ed não conseguia acreditar que Selena seria capaz de uma coisa dessas. Isso não entrava em sua cabeça. Dulce e Ross diziam que já sabiam disso. Que nunca foram com a cara dela. Ela era boazinha demais. E essa se prolongou por semanas...

 Becky, Gray e Ellen não deram mais nenhuma "fugida". Não daquele tipo. Somente iam ao beco ou iam encontrar com amigos.
 Ela estava em seu quarto e sentiu seu celular vibrar. Pegou o pequeno aparelho o desbloqueando e leu a mensagem que acabara de chegar de um número desconhecido.

 "Me encontra na rua ao lado do café. Preciso falar com você."

 "Quem é?"

 "Relaxa que você me conhece. É mais fácil você me fazer mau, do que eu fazer a você"

 "Hum.. por que eu confiaria em você?"

 "Porque eu estou falando a verdade"

 "Ok, eu vou."

 Ela jogou o celular de lado, colocou seu casaco preto e seguiu até o muro sem ninguém perceber. Após pular ele, andou até o lugar marcado. Não viu ninguém. O que a fez sentir um calafrio.
 -Becky? -olhou para trás e não conseguiu acreditar em quem estava vendo.

P.O.V Becky

 -Austin? -eu não sabia muito bem o que pensar. O que o Austin estava fazendo ali? O que ele queria comigo? Coisa boa é que não era. Ele suspirou aliviado.
 -Becky! -sussurrou e me abraçou. Oi? Ele se afastou e estava com um olhar preocupado. -Está tudo bem com você, né? Não te fizeram nada? Você se machucou? Alguém te seguiu?
 -Ok, cade as câmeras? -ela não entendeu.
 -Câmeras? Como assim câmeras? -bufei e ri ironicamente.
 -Pelo amor de Deus, né Austin!
 -Ah, já entendi. -ele se afastou um pouco cabisbaixo. -Eu sei que você não deve estar entendendo muito mas... mas eu meu preocupo com você. -ele encarava o chão sem graça e estava com o rosto corado. Austin com vergonha?
 -Que? Ah, nossa. Belo teatro, Mr. Popular. Fala logo o que você quer comigo. -ele me encarou sério.
 -Quero que você fuja comigo. -disse convicto.
 -É pegadinha, né produção? Faça-me favor, Austin!
 -É sério. Eu nunca falei tão sério em toda a minha vida. Eu só fazia aquelas coisas com você com medo de perceberem. Mas eu te amo e sempre te amei, Rebecca. -ele disse me olhando nos olhos. Eu estava meio indecisa. Não sabia se acreditava ou não. Provavelmente não, mas, me parecia ter verdade no que ele dizia.
 -Me prove! -disse o encarando nos olhos. Lindos olhos, alias.
 -Tem uma mochila no meu carro. -ele olhou para um Audi preto. Fez sinal com a cabeça e eu andei até o mesmo. Abri a porta e vi três mochilas. Uma tinha roupas masculinas. Na segunda, havia roupas do estilo que eu gosto e a última estava com comidas e bebidas. Senti tudo rodar e perdi as forças nas pernas. Só estava vendo vultos. Consegui ouvir um "Becky!" e logo depois eu apaguei.

P.O.V Austin

 Estava sentado na sala de espera esperando por uma noticia de Becky.
 -Familiar da senhorita Rebecca Marie Gomez. -me levantei.
 -O senhor é irmão da paciente?
 -Não.
 -Primo?
 -Ér... não.
 -Me desculpe mas só posso dar noticias a familiares. -a enfermeira me deu as costas.
 -Ei, moça! Espera! -ela parou e ficou me encarando. -Eu... eu sou namorado dela. -Ok, eu estava mentindo mas eu PRECISAVA saber como ela estava!
 -Bem, acho que então eu posso dizer ao senhor. -ela olhou a prancheta em suas mãos. -O estado dela é normal. Só desmaiou porque não comeu nada por muito tempo. O senhor sabe me dizer se ela usa drogas?
 -Oi?
 -Encontramos um pouco de crack em seu corpo. - coisa idiota? é, mas vai ficar assim mesmo u.u foi da festa. Eu sabia. Mas eu não sabia que tinha crack na bebida.
 -Sem querer, em uma festa, ela ingeriu uma bebida com droga sem saber.
 -Ah, sim. Isso esclarece muita coisa. Bem, assim que ela acordar o senhor pode vê-la e terá alta. Com licença. -ela se virou e foi embora. DROGA! Não tinha tempo. Não tínhamos tempo. Perguntei em que quarto ela estava e fui sem nem mesmo antes falar com algum medico. A gente tinha que sair dali e ir o mais distante possível! Entrei e ela estava dormindo. Desculpa, amor. Mas eu vou ter que te acordar.
 -Becky. Ei, Becky, acorda. Vamos, princesa, acorda. -eu acariciava o rosto dela e falava baixinho em seu ouvido. Dei um beijo em sua testa e ela abriu os olhos.
 -Austin? -disse me olhando e com a voz rouca. Sexy. Ok, se concentra, Austin. Sorri de canto.
 -Oi, princesa. Desculpa te acordar mas... temos que sair daqui agora.
 -Por que? -ela me disse confusa e fazendo manha.
 -Porque estamos em perigo. Por favor, confia em mim.-ela me encarou nos olhos por alguns minutos.
 -Por que em perigo? -eu suspirei nervoso. Não tínhamos muito tempo.
 -Lembra do assalto? Então, você está em perigo. Eu te explico melhor no caminho. Agora vamos, por favor. -eu supliquei. Ela me olhou por alguns segundo e depois concordou. Ajudei ela a levantar e abri a porta. Olhei para o corredor e não vi nada suspeito. Andamos normalmente.
 -Olha, eles estão ali! -olhei para trás e vi os comparsas de Selena.
 -Corre! -eu disse a Becky. Segurei em suas mãos e corremos até o estacionamento.

 Continua.

NOTA

Oi, meus amores... EU POSTEEEEEI \oo/
Kk, festejem u.u
Tipo, eu postei porq comentaram e tipo quando comentam me motivam a escrever :3
Não ta muito grande porque eu acabo escrevendo capítulos enorme e fico sem tempo pra fazer alguma outra coisa no pc.
Mas, e ai, o que acharam? Porq capangas da Selena? Porq o Austin tem que fugir com a Becky? Hahah, nos próximos capítulos tudo será revelado u.u
Comentem, meus picles, por favor :3
Até o próximo capítulos, minhas lindas
Beijo;*


NO PRÓXIMO CAPITULO

-O que?!
-Isso mesmo que você ouviu.
-Não posso acreditar... ela é uma criminosa!

Música do capitulo:You're Not Alone

18 de nov de 2013

Mini Imagine / Paixão


Ui, seduzindo :3

 P.O.V Harry
 Eu andava pelas ruas sem rumo. Estava cansado de viver sozinho. Precisava encontrar alguém pra mim. Mas tinha que ser a pessoa certa.
 Passei por uma pracinha. Completamente distraído, pensando na minha vida, com meu fone de ouvido no máximo. Vi um vulto passar bem perto de minhas pernas e dei um pulo tirando o fone. Era um garoto que aparentava ter uns 5 anos. Ele estava parado na minha frente.
 -Oi, moço. -Ele disse. Sua voz era totalmente angelical.
 -Oi. -Disse sorrindo. A expressão dele era séria.
 -Moço, porque meninas choram? -Ok, eu não sabia o que responder.
 -Como assim? -Perguntei confuso.
 -Olha. -Ele apontou para uma garota que estava em um dos bancos da praça eu dormi na praça, pensando nelaa-parei. Sua cabeça estava abaixada em seus braços que estavam apoiados na mesa de concreto. -Ela esta ali desde ontem. Acho que agora esta dormindo. Eu a perguntei o porque dela esta chorando e ela disse "coisa de garota". -Enquanto ele falava, eu apenas a observava. Seus cabelos eram pretos, vestia um sobretudo preto, calça e um salto alto, ambos pretos. Ela estava toda de preto.
 -Vou falar com ela. -Nem esperei ele responder. Continuei andando em direção a garota e sentei em um dos bancos. Coloquei minhas mãos em seu braço o fazendo um carinho delicadamente.
 -Hey. -Disse bem baixinho. Ela não se mexeu. Continuei insistindo e ela não acordava. Já estranhando aquilo, levantei seus ombros e ela não se mexeu. Acho que ela estava desmaiada. "Ai meu Deus!", era tudo o que eu pensava. Não sabia o que fazer. Peguei meu celular e liguei para Daniel, meu melhor amigo.
 -Alo?
 -Danieeeel, pelo amor que você tem a Lucy me ajuda!!!
 -O que aconteceu, cara?
 -Eu tava andando na praça, um garoto de 5 anos me parou, perguntou porque as garotas choram, eu não entendi, ele apontou pra uma garota de cabeça baixa em uma das mesas, disse que ela estava aqui desde ontem, eu vim ver se esta tudo bem mas eu acho que ela esta desmaiada! -Ouve um silêncio do outro lado da linha. Esperei alguns segundos e nada. -Daniel? -Ouvi um suspiro. -DANIEEEL!!
 -Ah, oi, fala, cara.
 -Arrrrgh, nada! Tchau! -desliguei o telefone. Valeu pela ajuda, Daniel. A peguei no colo, chamei um táxi e fui em direção a minha casa.
 A coloquei deitada na cama do quarto de hóspedes e fui dormir. Aquele foi um dia longo e cansativo.
 Abri meus olhos devagar. Estava tudo embaçado. Fui focando eles.


 Dei um pulo da cama ao ver ela ali. Na minha frente. Me encarando. Ela me olhou de cima a baixo e corou virando o rosto. Me olhei e vi que estava só com uma cueca box preta. Peguei um travesseiro e coloquei na frente.
 -Érr.. oi... -disse sem graça.
 -Oii... -ela respondeu.
 -Você estava ai a muito tempo?
 -A uns 10 minutos. -ela me encarou séria. -Onde eu to? Quem é você? O que você quer comigo? -ela perguntou pausadamente.
 -Você está na minha casa. Harry Styles. Te ajudar. -ela me olhava desconfiada.
 -Por que me trouxe para a sua casa? Por que quer me ajudar?
 -Então, eu posso responder todas as perguntas que você quiser, mas será que antes eu posso tomar banho? -ela me encarou e assentiu saindo do quarto. Respirei aliviado. De um jeito estranho ela me dava medo. Tomei banho e coloquei uma bermuda e uma camiseta. No Rio de Janeiro faz muito calor. Andei em direção a cozinha e não a vi. Comecei a preparar coisas pra o café da manhã.
 -Não devia está fazendo café. -olhei para trás e a vi encostada na bancada.
 -Por que não? -perguntei confuso.
 -Porque já são exatamente 14:23. -eu arregalei os olhos.
 -QUE HORAS?
 -14:23. Ops, 24. -eu estava ferrado! Meu trabalho começava as 6:30.
 -AI MEU DEUS, MEU TRABALHO! -eu trabalhava em uma loja de cd's na esquina de casa. Ai você me pergunta: porque você tem que está em uma loja de cd's as 6:30? Porque eu tenho que desembalar cd's novos, tenho que abrir o caixa, organizar os cd's, limpar, preparar café... Continuando, eu sai correndo até meu quarto. Coloquei uma blusa social, meu all star preto, peguei minha carteira e corri para a sala. Ela estava assistindo tv e me olhou. -Não saia daqui. Quando eu voltar a gente conversa.


 -Ok, papai. -ela disse ironicamente. Revirei os olhos e sai a trancando. Corri ate o trabalho e tentei explicar tudo ao eu chefe. Ele disse que passa, só desta vez.
 Destranquei minha porta e entrei. Joguei as chaves em cima da mesa que ficava atrás do sofá e ia me jogar no sofá quando a vejo deitada, dormindo no mesmo. Sorri. Ela tinha um rosto tão fofo. E bochechas bochechudas :3. Andei até a cozinha e comecei a "fazer" o jantar. Dez minutos depois estava tudo pronto. Colocava o ultimo talher sobre a mesa.
 -Que cheiro é esse? -olhei e a vi encostada no mesmo lugar.
 -Lasanha. -disse sorrindo. Eu não "recebia visitas" a bastante tempo.
 -Congeladas, certo? -ela olhou erguendo uma sobrancelha.
 -Sim. Mas, vem, senta. Vamos comer. -ela se sentou na mesa séria e eu ainda sorria.
 -Agora, me responda: por que me trouxe a sua casa? -perguntou me encarando e eu continuei comendo normalmente.
 -Porque eu te vi na praça, fui falar com você, você não acordava, acho que estava desmaiada, liguei para o meu amigo porque eu não sabia o que fazer, ele me ignorou e eu, sem saber o que fazer, te trouxe pra cá.
 -Por que quis me ajudar? -continuávamos do mesmo jeito: ela me encarando e eu agindo normalmente.
 -Porque eu senti vontade. -ela continuou me encarando por alguns segundos e começou a comer.
 -Selena. -ela disse distraída.
 -O que? -a olhei.
 -Me chamo Selena. -sorri.
 -Bem, Selena, o que estava fazendo na praça? -ela me olhou e voltou a comer.
 -Minha mãe morreu a uma semana e eu estava chorando na praça sem querer ir para casa para não ter que sofrer mais. -ela disse séria olhando para o prato. A partir dai, ela começou a morar comigo. Selena era uma menina bem legal.

Perfeita :3
 Alguns meses se passaram e eu comecei a gostar dela. Um erro? Sim. Um grande erro. Mas vamos continuar e vocês entenderam porque.
 Eu estava sentado no sofá com uma calça de moletom e sem camisa. Estava assistindo um filme qualquer. Vejo um vulto e olho para o lado. Selena se senta ao meu lado somente com uma blusa grande que a servia como um vestido.
 -O que está vendo? -ela disse olhando a televisão.
 -Ah, é um filme. -disse voltando a prestar atenção. mal sucedido. As pernas dela pareciam que chamavam meu nome.
 -Deveria pelo menos disfarçar, Mr. Styles. -ela disse escondendo um sorriso.
 -Ah, é... desculpa... -disse sem graça. -Mas você também está olhando para o meu tanquinho que eu sei. -ela mordeu os lábios e desviou o rosto envergonhada. Não consegui me controlar e a puxei contra meu corpo.
 -Me desculpe, mas eu não consigo mais resistir. -a puxei pela nuca e a beijei. Eu estava quase morrendo de tanto desejo. Ela agarrou meus cachos e me puxou mais para ela. Passava minha mão por todo o seu corpo enquanto a outra estava em sua cintura. Comecei a deitá-la no sofá e fiquei por cima dela que passava suas unhas levemente em minha nuca e minhas costas. Digamos que eu tive uma bela noite.
Tipo, eu amei essa montagem e.e
 Desde aquele dia em diante, começamos a namorar. Porém Daniel e Lucy diziam que não era amor. Era apenas paixão. Mas eu não ouvia.
 Estava trancando a porta de casa, havia acabado de chegar do trabalho.
 -Amor, cheguei! -anunciei. Mas o silencio continuou. "Mais uma vez não!", pensei. Andei por todo o apartamento e não a encontrei. Eu estava cansando disso. Não aguentava mais. No início era mil flores. Toda vez que eu chegava em casa ela estava a minha espera com a janta pronta e um belo sorriso no rosto. Perguntava como foi meu dia e transformava minhas noites nas melhores. Mas agora, toda vez que eu chegava em casa, ela não estava lá. Aonde ia? Para a balada. Para a farra. Chegava em casa bêbada, suada e me xingando. E eu, paciente, cuidava dela. Mas eu estava chegando em meu limite.
 Eram 21hrs. Eu estava no sofá assistindo um programa qualquer quando o telefone tocou.
 -Alo?
 -Oi, com quem eu falo? -uma mulher disse no outro lado.
 -Harry Styles. Quem é?
 -Me chamo Mandy. Sou mãe da Selena, ela está? -Eu paralisei.
 -Mãe da Selena?
 -Sim. Ela está?
 -Mas ela disse que a mãe dela morreu a quase um ano.
 -Ah, meu querido, sinto muito. Mas, infelizmente, você não deve acreditar em tudo que Selena diz.
 Depois de um certo tempo ao telefone com a mãe de Selena, eu já sabia muito bem o que fazer. Ela nunca me apoiou meu sonho de ser cantor. Disse que isso nunca ia acontecer. Toda vez que ela estava sóbria dizia que não estava com tempo que depois a gente se falava. Todo aquele amor que eu sentia por ela estava se esvaindo. Estava indo embora, se acabando. Ela nem ligava mais para mim. E eu me decidi.
 Acordei e fui em direção a sala onde eu ouvia o barulho da tv. Ela estava sentada assistindo um programa de culinária. Ela me olhou, colocou o celular do lado dela e sorriu.
 -Bom dia, amor. -eu não disse nada. Me sentei ao lado dela e fiquei olhando para a televisão. -Vou beber água. -ela se levantou e foi até a cozinha. Eu não resisti. Peguei o celular dela e fui em mensagens. Parei. Tom. Tom era meu inimigo desda Inglaterra. Não. Ela não estava trocando mensagens Tom Parker. Ou estava? SIM, ELA ESTAVA TROCANDO MENSAGENS CARINHOSAS COM O TOM!
 -SELENA! -ela apareceu com seu sorriso no rosto.
 -Oi amor.
 -Você conhece Tom Parker? -ela se sentou do meu lado ainda sorrindo.
 -Sim, ele é um amigos meu.


 -Um amigo seu? UM AMIGO SEU? E VOCÊ DIZ A SEUS AMIGOS QUE ESTA COM SAUDADES DOS BEIJOS DELES? DIZ A ELES QUE NÃO VER A HORA DE SENTIR OS BRAÇOS PROTETORES DELES EM SUA VOLTA? -joguei o celular nela que não sabia o que falar. Somente ficava me olhando. -RESPONDE, VAGABUNDA!
 -EU NÃO SOU VAGABUNDA!
 -É SIM! UMA GRANDE VAGABUNDA MENTIROSA! EU SEI QUE SUA MÃE TA VIVA! QUER SABER? EU CANSEI! SAI AGORA DO MEU APARTAMENTO E NÃO VOLTE NUNCA MAIS! -ela começou a chorar. Se jogou de joelhos no chão e abraçou minha barriga.
 -Não, Harry. Eu te amo! Fica comigo. Me da mais uma chance! Eu prometo que eu vou mudar!
 -Sai! Me larga, me esquece! vai atrás do Tom na Inglaterra. -disse me soltando dela. -Eu vou sair. Quando eu voltar não quero ver mais nenhum vestígio seu aqui. -Peguei minha carteira, chave do carro, do apartamento e sai. A deixando la.

Olhos <3
 Um tempo se passou. Eu voltei para Inglaterra para esquecer Selena. Tudo naquele apartamento me lembrava ela. Eu o vendi. Achava que era o melhor a se fazer.
 Agora eu trabalhava em uma padaria. É, uma padaria. Mas eu até que gostava. Melhor do que a loja de cd's hahah.
 -Pode ir para casa, Harry. -sorri e me despedi saindo de lá. Resolvi passear pelo parque antes de ir para casa. Olhava as árvores, as crianças brincando... senti algo ou alguém se chocar contra meu corpo e logo depois algo gelado na região da minha barriga.
 -Ai meu Deus, me desculpa! -olhei para minha blusa branca e ela estava suja de sorvete. Olhei para frente e vi uma linda garota desesperada tentando limpar o estrago em minha blusa. Eu ri.
 -Calma, relaxa. Não foi nada. -disse pegando suas mãos.
 -Como não foi nada? Eu sujei sua blusa toda! Ai meu Deus, me desculpa! Por favor, não me prenda! -ela implorava desesperadamente. Eu só conseguia ri. Tão fofa.
 -Calma. Não foi nada.
 -Mas...
 -Ei ei, olha pra mim. -peguei o rosto dela fazendo-a olhar para o meu. -Não foi nada, ok? Se acalma.
 -Ok. -ela assentiu com a cabeça. Sorri, larguei seu rosto e estiquei minha mão.
 -Harry Styles. Prazer. -ela me encarou por alguns segundos e logo depois apertou minha mão.
 -(SeuNome). Prazer. -ela sorriu encantadoramente.
 -Você não me parece ser daqui. Seu sotaque é diferente. -a olhei e a mesma deu uma risada. Bem agradavel, alias.
 -Sou da Irlânda. E você tem um "s" puxado demais para um Ingles. -eu ri.
 -Sou Ingles. Mas os ultimos cinco anos eu morei no Rio de Janeiro. Acabei pegando um pouco do sotaque.
 -Sempre quis conhecer o Brasil. Me fala alguma coisa em português. -ela disse com seus olhos brilhando. A tornando ainda mais linda.
 -Você é linda. -disse em português a encarando com um sorriso bobo.
 -O que você disse? -ela fez uma cara estranha. Me fazendo ri.
 -Eu disse "You're Beautiful". -disse desviando o olhar. Senti o meu rosto esquenta e vi que o dela também. Ainda mais linda corada.
 -Obrigada. -disse sem graça.
 -Eu só disse a verdade. -eu havia voltado para a Inglaterra a quase um ano. Fazia quase dois anos que eu não me envolvia com ninguém. Comecei a desconfiar de tudo o que me falavam. Mas ela. Vejo a verdade em seus olhos. Seus lindos olhos. Tivemos uma conversa bastante agradável. Desdesse dia em diante haviamos nos aproximado bastante.
 -(SeuNome)? -gritei ao passar pela porta de seu quarto. Ouvi o barulho do chuveiro e me joguei na cama. Ela estava no banho. Vi que seu notebook estava aberto e eu, curioso, fui ver o que era. Estava aberto em uma conversa com uma amiga dela da faculdade. Comecei a ler e tive uma surpresa...

 "(SeuNome) - Tenho que te contar uma coisa...
 Sophia - Aaah, conta!
 (SeuNome) - Lembra do Harry?
 Sophia - Claro, né! Você fala dele todo segundo.
 (SeuNome) - Ha ha, engraçadinha. Mas então ... eu preciso falar isso pra alguém!
 Sophia - Falaaa!!
 (SeuNome) - Eu ... eu to apaixonada por ele!
 Sophia - Aaaaaah, sabia!
 (SeuNome) - Rs' ... Mas agora eu tenho que ir. Ele vai vir aqui em casa daqui a pouco. Tchau amiga, beijo.
 Sophia - Hmmm ... vai la, amiga. Beijo."

 Eu parei. Ela era apaixonada por mim. Ouvi o chuveiro desligar e me joguei na cama como se nada estivesse acontecendo. Alguns minutos depois ela saiu do banheiro.
 -Harry! -ela disse animada e com um lindo sorriso.
 -(SeuApelido)! -nos abraçamos e ela estava linda. Com um short meio curto, camisa branca e uma camisa xadrez azul por cima. Fomos para a sala e começamos a ver uma entrevista com o Simon.
 -Por que você não se escreve, Hazza? -ela me olhou.
 -Como assim?
 -Seu sonho sempre foi ser cantor. Então vai. Se escreve no The X Factor.
 -Será? -ela me olhava com o seu sorriso mais lindo.
 -Vai! -eu sorri e eu fui me escrever. Eu não tinha nada a perder!


 E lá estava eu. Decepcionado. Eu fui eliminado do The X Factor. Eu não conseguia acreditar. Meu mundo tinha desmoronado.
 -Hazza? -olhei e vi (SeuNome) na porta. Corri e a abracei com todas as minhas forças. -Hey, calma. -ela fazia carinho nas minhas costas. Me levou até minha cama e nos deitamos. Eu a agarrei como se aquilo fosse a unica coisa que eu queria. E era. Ela brincava com meus cachos e sempre sussurrava "eu estou aqui", "calma, não era pra ser", "vai passar"...
 Alguns tempos depois, o telefone tocou e ela se levantou. Não sei dizer se haviam se passado horas ou dias. Eu só conseguia ficar deitado e dormindo.
 -HAAAAAAAAAAAARRY!!!!!!!!!! -ouvi ela gritar. Pulei da cama e fui correndo até a sala.
 -O QUE FOI? LADRÃO? ASSASSINO? BARATA? FAAAAAAAAALA!! -olhei e la estava saltitando sorridente pela sala. -CASSETE, (SEUNOME)! QUASE MORRI!
 -Aaah, você vai morre AGORAA!!
 -Que? -disse sem entender nada.
 -Ligaram agora do... do... do THE X FACTOR! ELES VÃO TE DA MAIS UMA CHANCE! AAAAAAH!!
 -O QUE? QUEM LIGO? ME DA OQUE? AAAAAAH!!! -eu sai correndo e a abracei girando-a no ar.
 No dia seguinte eu voltei ao X Factor e eles disseram que eu ia formar uma banda com mais 4 garotos. Nos demos muito bem. A banda se chamaria "One Direction". No final nos não ganhamos. Ficamos em terceiro lugar, mas nossas fãs nos receberam de braços abertos.


 Eu e (SeuNome) estavamos namorando. Eu estava em turnê com a banda e havia acabado de chegar na casa dela. Abri a porta e a chamei.
 -(SeuNome)? -a chamei. Logo sinto um perfume invadir a sala. Era ela. Estava mais linda do que nunca. Seu sorriso o mais lindo e encantador do mundo. Ela correu até mim e me abraçou. Senti que segurava meu mundo em meus braços.
 -Tenho uma noticia. -disse apos matarmos a saudade.
 -Diga, Hazza. -ela disse me olhando com ansiedade.
 -Então... que tal conhecer o Rio de Janeiro? -ela abriu um lindo sorriso. É, eu amo o sorriso dela.
 Estávamos indo tirar férias no Rio de Janeiro. Entramos no hotel e seguimos ate a recepção.
 -Harry! -olhei e vi Selena. A ultima pessoa que eu esperava ver em minha vida. Ela se aproximou de mim.
-Harry, por favor, me da mais uma chance!
 -Me esquece, Selena! Eu tenho outra pessoa em meu coração agora. -olhei para (SeuNome) que estava distraída vendo a decoração do hotel. Senti mãos em meu rosto e logo depois lábios juntos os meus. Sabia muito bem de quem era. Selena. Ela me beijou. Me soltei de Selena e vi (SeuNome) correndo até o elevador. Merda! -Nunca mais. Eu disse NUNCA MAIS, apareça na minha frente novamente. -Me virei para correr em direção a (SeuNome) mas meu empresário me puxou dizendo que eu estava atrasado para uma entrevista. A única que eu teria nas férias. Entrei no palco e o apresentador me recebeu gentilmente. 
 -Seja bem vindo, Harry.
 -Obrigado. -Sorri tristonho. A entrevista seguiu normal. Estávamos em seu final.
 -Então, Harry, por que não nos diz por que esta tao pra baixo hoje? -Suspirei
 -Bem, acho que o grande amor da minha vida não quer nem mesmo olhar na minha cara.
 -Nos conte o que aconteceu.
 -Nós chegamos no hotel e uma ex namorada minha me chamou. Ela não ligou muito. Mas minha ex me beijou e ela viu. Não deu tempo de ir falar com ela porque estava atrasado para a entrevista.
 -Então, aproveite e fale com ela agora. Com certeza ela esta lhe assistindo. -Respirei fundo.
 -(SeuNome), sei que você vai querer me matar em ver eu falando disso em um programa de televisão mas se não for assim você não vai mais querer nem olhar para a minha cara. Bem, eu te amo. Você é a pessoa mais importante da minha vida. Você me deu forças pra seguir meu sonho. Se não fosse por você eu não estaria aqui agora. Eu só tenho a te agradecer por ter tanta paciência e compreensão comigo. Toda vez que chego de viagens, turnês, shows, você está lá, sempre está lá, para me receber de braços abertos e me fazer ter a certeza que ali é meu lugar. Eu te amo, minha pequena. O que você viu não foi culpa minha. Eu te amo. Fechei a porta do quarto lentamente. Senti mãos em meu corpo e uma voz sussurrando que me fizeram arrepiar. 
 -Eu te amo mais, Mr. Styles. -Sorri ao reconhecer a voz. Aquilo não poderia me deixar mais feliz.
 As férias foram perfeitas. Descobri que o idiota do Tom tinha uma banda e estava fazendo bastante sucesso com ela. Mas One Direction continuava no poder.
 Selena? Finalmente assumiu seu relacionamento com Tom e aparantemente mudou. Por pouco tempo.


 Estou dentro do carro com a MINHA MULHER. Isso mesmo, minha mulher. Eu e (SeuNome) acabamos de nos casar.
 -Harry, tenho uma notícia para te dar. -Ela aparentava nervosismo.
 -Pode falar, Mr. Styles. -Ela riu.
 -Digamos que teremos mais um Styles no mundo. -Ela passou as mãos na barriga. Um sorriso grande e bobo se formou em meu rosto. EU VOU SER PAI! Gritava e beijava ela e a barriga. Eu estava eufórico.
 Algum tempo se passou. Tivemos uma linda menina chamada Susan é, me invejem, sou filha do Harry u.u. Não tinhamos um tempo para nos desdaquele dia que ela me disse que estava grávida. Resolvemos ir para a nossa casa de campo e deixamos Susan com minha mãe e os meninos.
 A casa ficava um pouco longe. (SeuNome) estava quase dormindo no banco. A olhei e senti nescessidade de falar pra ela ...
 O local da festa é meio longe. (SeuNome) esta cansada.
 -Você foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Eu te amo. Obrigado por tudo, minha (SeuNome).
 -Você é meu mundo, Harry. Sem você eu não sou ninguém, eu não sou nada. Eu te amo eternamente.  -Aconteça o que acontecer, sempre lembre que eu te amo. -Nos beijamos apaixonadamente e nos abraçamos forte. Voltamos a nossa posição anterior e ela fechou os olhos. Vi um caminhão vindo em nossa direção e não consegui freiar. Desviei o carro e, achando que tinha nos salvado, tive uma surpresa: o carro começou a capotar e caiu de um penhasco. Logo apos caiu em um profundo e grande rio. Olhei para o meu lado e (SeuNome) já não tinha mais pulso. Depositei um beijo em sua testa e a abraçei o mais forte possivel. Senti seus braços a minha volta e ali, passamos o nosso último momentos juntos deixando a morte nos levar. Susan? Minha pequena menina foi criada pela minha mãe.

 Fim.

 NOTA 
 Miiiinhas lindas. Esta ai o "Mini". Espero que tenham gostado.
 Eu AMO a Selena, tah? É apenas um Imagine. Sem julgamentos, por favor.
 O que acharam de você e Harry? Pena que morreram :c
 Fiz baseado na música "Paixão" do Bonde da Stronda. Deve ta uma droga mais ta ai. Amanhã eu conserto porq to postando pelo celular.
Beijo;*

Ps: Imagine atualizado. Se não entenderem alguma coisa digam nos comentários e eu tentarei explicar ou re-escrever.